Livro
Deixe um comentário

O Fotolivro Latino-Americano

fotolibro

Capa da edição espanhola pela RM Editorial

No dia 3 de novembro, sai a tão esperada publicação El Fotolibro Latinoamericano. Fruto de uma pesquisa de quatro anos comandada pelo espanhol Horacio Fernández, o livro traz 155 fotolivros latinos publicados desde 1920.

No total, são 264 páginas e 821 fotografias que ilustram um guia fundamental para os amantes do livro de fotografia, pesquisadores, colecionadores, etc e tal. Horacio contou com uma equipe internacional composta por Marcelo Brodsky, Iatã Cannabrava, Lesley Martin, Martin Parr e Ramón Reverté.

De brasileiros, pelo pouco que sei, teremos: Claudia Andujar, Boris Kossoy, Cássio Vasconcellos e Claudia Jaguaribe. Deve ter muito mais…

Fotolivro não é qualquer livro de fotografia. São publicações com uma caráter mais de portfólio, trajetória ou ensaio e com a participação efetiva dele (fotógrafo) na concepção e produção. Seria quase que um livro vintage.

A edição brasileira será publicada pela Cosac Naify.

Em março de 2009, numa entrevista aqui no Olhavê, Iatã falou um pouco sobre este projeto.

OLHA, VÊ E o projeto “A História do Livro de Fotografia na América Latina”, do que se trata?

IATÃ CANNABRAVA Primeiro vamos rapidamente definir: fotolivros são publicações compostas por fotografias acompanhadas por alguma informação, aquela que seu autor crê ser conveniente oferecer. São livros nos quais há que se ler as fotografias, nos quais a imagem é realmente o texto.

A idéia de se pesquisar e publicar um livro sobre os fotolivros latinoamericanos surge no Fórum Latino-Americano de Fotografia de São Paulo, realizado pelo Itaú Cultural em outubro de 2007. Percebemos que todas as pesquisas em torno do fotolivro demonstravam total desconhecimento sobre a produção latino-americana nos quatro cantos do planeta. Tanto é que nossa intenção é editar o projeto em TRÊS idiomas simultaneamente: Inglês, Português e Espanhol e realizar seu lançamento em outubro de 2010, durante o II Fórum. O projeto tem no seu conselho Editorial Horacio Fernandes (ES), Marcelo Brodsky (AR), Pablo Ortiz Monatério (MX), Martin Parr (UK) e eu pelo Brasil, além de uma série de colaboradores. Acredito que este projeto seja um marco na história de nossa fotografia.

Noturnos de Cássio Vasconcellos

Deixe um comentário