Coberturas
Deixe um comentário

1º dia com Marcos López

ml05

Fotos: Alexandre Belém

Marcos López e Claudi Carreras 

No Brasil, provavelmente, Marcos López não seja tão conhecido. Quem? Marcos López?!

Fotógrafo argentino, Marcos é um de los más grandes artistas contemporâneos da atualidade. Quem teve a oportunidade de fazer o workshop com Juan Antonio Molina – durante o I Encontro Pensamento e Reflexão na Fotografia – deve ter visto muitas obras de López. Outra oportunidade será durante o Paraty em Foco deste ano.

Pois bem, em Madri estou tendo a experiência única de acompanhar o processo criativo deste fotógrafo durante uma oficina bem diferente: a fotografia será colaborativa e fruto deste workshop onde tudo, tudo mesmo, será compartilhado entre mais de 40 alunos. A oficina se chama “Momentos Imprecisos: Playa Latina”. A imagem será impressa com um tamanho de 12 metros de largura e colocada na fachada do Ministério de Educação e Cultura no centro de Madri. Tudo isso faz parte do projeto Se Muestra, concebido pelo curador espanhol Claudi Carreras.

Sempre construímos imagens de alguém e eu fazia outra ideia de Marcos. Encontrei ele durante um almoço no centro de Madri. Cabelo grisalho, meio “acordei agora”, Crocs nos pés, bermuda e camisa de malha. Uma figura extremamente simpática e que já lhe traz para ser íntimo e amigo de outras épocas.

Com dois tubos enormes e uma mala vermelha maior ainda, saímos do hotel para o workshop. Eu não sabia o que ia ocorrer e, notei, que ele também não. Sala lotada, alunos tensos e sem saber o que o tão famoso fotógrafo iria propor.

Sem Powerpoint ou roteiro, Marcos começou a falar. Falou, falou e falou. Sem muito nexo ou sentido. Um fluxo intenso de ideias, de referências, de críticas que iam e voltavam. Sempre alertava: “não anotem o que estou falando”. Era verdade. Sempre se desdizia na próxima frase. Porém, nada era sem um fundo de verdade ou propondo uma reflexão aos mais atentos.

Resumindo tudo, Marcos López exaltou a criatividade, a fotografia como forma de criação artística. Não importa os meios. Não se atenha aos detalhes.

A partir daí, começaram as ideias da foto e um processo meio caótico, e ao mesmo tempo, metódico foi surgindo.

Aqui vale um parêntese: se você não conhece a obra de Marcos López… Vá agora e conheça.

 Aqui, o site dele. Aqui, uma ótima matéria com entrevista no site Nuestra Mirada.

Hoje, sábado, é o dia da produção de verdade. Grupos foram divididos e tudo será feito pelos alunos: fotógrafos, assistentes, filmagem, maquiagem, figurinista, produção, tratamento de imagem, etc.

Aqui, o blog com a cobertura do workshop.

As ideias surgindo

Deixe um comentário