Joel-Peter Witkin, uma viagem sem volta

Comentário 1

Joel-Peter Witkin

Joel-Peter Witkin é uma convulsão visual. A fotografia de Witkin é um mundo paralelo ao nosso. Não é real em sua essência. É fábula, distorção, descontrução, incógnita, estranhamento. O inusitado ronda sua criação. E o fantástico em sua linguagem fotográfica está em direcionar a cena, confabular narrativas, engendrar sensações, provocar o olhar para o limbo da não-exatidão, da não-beleza, da não-possibilidade… O poder do sentido da obra de Witkin reverencia que a imagem fotográfica é propositiva e questionadora através de olhares imaginários. Os retratos de Witkin só são possíveis porque a fotografia conseguiu tirá-los de sua mente. Ele vem aí… e será uma viagem sem volta.

por Georgia Quintas.

Joel-Peter Witkin estará no dia 17 de outubro no Itaú Cultural.

Mais sobre Witkin na Studium.

Fotos: Joel-Peter Witkin

Woman once a bird, 1990

Gods of heaven and earth, 1988

The Kiss, 1982

Comentário 1

  1. muito bom, não cobhecia o trab do witkin e o olhavê aproximando o melhor da fotografia mundial pra nos brasileiros.
    parabens pelo blog sempre melhor!

Deixe um comentário