Walker Evans e Bruce Gilden

Comentários 5

Faz alguns meses que eu estava vendo uns vídeos no Youtube e me deparei com um doido pelas ruas de Nova York que fotografava as pessoas à queima roupa. Depois, descobri que era Bruce Gilden, da Magnum. O “fazer fotográfico” dele é agressivo e o cara é completamente pirado.

©Bruce Gilden

©Bruce Gilden

Todo mundo já deve ter visto o vídeo, quem não viu… Não percam!

Na hora, lembrei de umas imagens de Walker Evans, também em Nova York e pessoas pelas calçadas. Não é aquele ensaio no metrô que Evans escondia a câmera (primeira foto aí abaixo). Esse na rua é bem no estilo Bruce Gilden. Pensando bem, Bruce Gilden é bem o estilo de Walker Evans. Aí, pensei de novo…

Evans… O célebre fotodocumentarista, Farm Security Administration, etc, etc… Que influenciou o amigo Cartier-Bresson, etc, etc… O cara fez mais.

Encontrei um ensaio que não conhecia. Mais de quinze anos depois de rodar o interior dos Estados Unidos, Evans fez um material chamado Labour Anonymous, studies of pedestrians que foi realizado pelas ruas de Detroit, em 1946. Espetacular!

Não conhece Walker Evans? Conheça! Bruce Gilden deve conhecer.

©Walker Evans | Subway Portrait, Nova York | 1938-1941

©Walker Evans | Pedestres, Nova York | 1929-1931

©Walker Evans | Labour Anonymous, studies of pedestrians | Detroit | 1946

©Walker Evans | Labour Anonymous, studies of pedestrians | Detroit | 1946

©Walker Evans | Labour Anonymous, studies of pedestrians | Detroit | 1946

Comentários 5

  1. Daniel Neto 30/04/2011

    Putz! achava que o Bruce Gilden havia renovado a linguagem fotográfica, mas vendo as fotos do Walker Evans noto que esse tarbalho, “street shots”, já tem uma história. Acho interessante essa forma de abordagem agressiva num meio civilizado, mas aqui no Brasil acho que o fotógrafo já teria tomado uma porrada…

  2. Jorge Brivilati 19/11/2008

    Acho bem bacana essa abordagem…porém nnao sei se daria muito certo num pais onde as pessoas snao tão agressivas qnto o modo que ele clica a foto. Acho que muito fotógrafo seria tomado como abusado e desrespeitoso. O diferencial dele é justamente esse…fazer sem se preocupar… é o “medo” que nós temos que não o inibi de fazer essas fotos. Ja se explica pra onde ele faz fotos… Magnum…

  3. O mais legal é que as pessoas encaram isso como se fosse normal. Ninguém o questiona sobre a foto? hehehehe

Deixe um comentário